Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - amizade ...s pobres - amigos na cadeia - libertar os presos - "liberta...talianas newsletterlink

Support the Community

  

"LIBERTAR OS PRESOS EM ÁFRICA" Uma campanha de solidariedade com os detidos africanos nas cadeias italianas


 
versão para impressão

 

13 Julho 2009 

 

 

"LIBERTAR OS PRESOS EM ÁFRICA”
Solidariedade aos presos africanos a partir das cadeias italianas

 

 

Mesmo nestes dias esta começando o projecto “Libertar os presos em África” que envolverá os detidos de 200 institutos penitenciários italianos, os presos vão responder às necessidades daqueles que se encontram nas cadeias africanas. Porque ninguém é tão pobre que não possa ajudar os outros. A dignidade de uma pessoa depende também da possibilidade de ajudar os outros. Basta pouco, muitas vezes: uma pequena ajuda pode mudar a vida de uma pessoa.

Neste contexto os presos que quiserem aderir à proposta da Comunidade de Sant’Egidio, poderão, com pequenas ofertas, ajudar aqueles que se encontram nas cadeias africanas aliviando-lhes as terríveis condições da detenção. Poderão dar o dinheiro para comprar uma esteira pessoal para dormir ou cinco barras de sabão para tomar banho (para tal chega 1 Euro) Com 3 Euros podem enviar medicamentos de primeira necessidade para um presos doente, com 6 Euros um suporte alimentar por um mês.

E bastam poucas dezenas de Euros para pagar as taxas de extinção da pena, prevista em muitos Países para os pequenos crimes. Aquelas taxas que, quando não se paga, os presos tem que permanecer na cadeia por um tempo indeterminado e longo.

 

 

Esta é a carta enviada pela Comunidade aos presos:

 

 

Querido amigo, querida amiga,

Este é um apelo dirigido a ti, sobre a difícil condição dos presos africanos. A vida de muitas cadeias africanas é particularmente difícil: muitas vezes nas celas não há água, não há ar e não há enérgia eléctrica. Dorme-se no chão, as vezes não há espaço suficientes para que  todos possam-se deitar contemporaneamente. As condições higiénicas são péssimas. Não há médicos, as epidemias difundem-se com facilidade e muitos morrem assim, sem cuidados médicos. Em África a falta de alimentos nas cadeias é ainda pior que fora e alguns morrem por causa da fome.

A maior parte dos prisioneiros não consegue pagar um advogado e permanece na cadeia esperando um processo que nunca vai ter início. Outros, permanecem na cadeia mesmo depois de terem cumprido a pena porque não têm o dinheiro para pagar as taxas prevista em muitos Países, para obter a libertação. Tu podes perceber melhor a situação dos outros.

A Comunidade de Sant’Egidio está presente nas cadeias de 15 Países africanos para melhorar as condições de vida dos presos e promove o respeito dos seus direitos, aqueles fundamentais para a sobrevivência e a dignidade. As nossas ajudas alcançam dezenas de milhares de detidos.

Dirigimo-nos a ti, seguros da tua disponibilidade, porque também tu podes fazer algo para eles: toda ajuda, mesmo pequena, é preciosa.

Tudo é precioso e tu podes ser decisivo.

 

A vida em muitas cadeias africanas é particularmente dura: nas celas não há ar, não há uz eléctrica, muitas vezes não há água. O sabão é algo de luxo que chega duas ou três vezes por ano. Não há camas, no melhor dos casos os presos possuem somente uma esteira: dorme-se no chão, e as vezes não há espaço para permitir à todos de se deitarem contemporaneamente. As condições higiénicas são péssimas. Os médicos não existem, as epidemias difundem-se facilmente e muitos morrem sem cuidados médicos. A comida, já escassa em muitos Países africanos por causa da pobreza, nas cadeias as vezes é totalmente ausente e alguns morrem de fome. A maior parte dos presos ficam  muito tempo na cadeia esperando o julgamento porque não conseguem pagar um advogado que possa permitir o início do processo. Como aconteceu a J. G., um camionista nigeriano acusado de contrabando. Na cadeia, em Konakry, não encontrava alguém que falasse a sua língua. Estava há um ano e meio esperando um processo que nunca teve início porque ninguém o tinha requerido. A Comunidade de Sant’Egidio procurou um intérprete e pagou um advogado (cerca de 50 Euros) para iniciar o processo. A sentença condenou-o à um ano que, J.G. já tinha cumprido. 

 

Muitos presos não têm roupas e ficam muitos meses com os mesmo indumentos. As condições são muitas vezes desumanas: na cadeia de Faranah na Guiné-Conakry não há abastecimento de água e a água é abastecida todos dias com tanques. Na cadeia de Tcholliré no norte dos Camarões não há camas e a Comunidade ofereceu 1100 colchões. Na cadeia de N’zerekore faltam varandas ao ar. Nas cadeias de Lichinga e Cuamba em Moçambique, foram reabilitadas 12 latrinas e, graças as ajudas de Sant’Egidio, foi reabilitada a canalização da água.

 

 

 

 

Amigos na cadeia (IT)

Campaña Liberar a los Prisioneros en África




COMO AJUDAR (IT)

 LEIA TAMBÉM
• NOTÍCIA
25 Abril 2017
BERLIM, ALEMANHA

Jovens, África e diálogo inter-religioso no centro do encontro em Berlim entre Andrea Riccardi e Angela Merkel

IT | EN | ES | DE | FR | PT
20 Março 2017
ROMA, ITÁLIA

Terminou em Roma, o congresso dos representantes das Comunidades de Sant'Egidio de África e da América Latina

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | NL
9 Março 2017
MAPUTO, MOÇAMBIQUE

Comida e rosas na prisão feminina de Ndlavela em Moçambique, onde a pobreza é também feita de abandono

IT | ES | DE | PT
21 Fevereiro 2017
EL SALVADOR

25 anos de paz em São Salvador: Sant'Egídio celebra-os através do envio de ajuda humanitária aos prisioneiros

IT | ES | DE | FR | PT | NL | RU
21 Fevereiro 2017
BUKAVU, REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO

Lembram-se de Moise e Samuel, crianças de rua que tinham obtido um diploma? Estão aqui estão a trabalhar!!

IT | ES | DE | FR | PT
8 Fevereiro 2017
BUKAVU, REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO

Dia contra o tráfico: a história Moise e Samuel, da condição de "invisível" a um diploma profissional

IT | ES | DE | FR | PT | RU
todas as notícias
• IMPRIMIR
22 Abril 2017
L'Osservatore Romano

Senza arrendersi alla disumanità

20 Abril 2017
SIR

Corridoi umanitari: Caritas Italiana e Comunità di Sant’Egidio in Etiopia per aprire il primo canale dall’Africa

14 Abril 2017
Sette: Magazine del Corriere della Sera

Il mercato della fede tra sette, miracoli e promesse di soluzione dei problemi quotidiani

28 Março 2017
La Civiltà Cattolica

La corruzione che uccide

18 Março 2017
Radio Vaticana

Telemedicina: nuova frontiera per la cooperazione in Africa

17 Março 2017
Sette: Magazine del Corriere della Sera

Andrea Riccardi: Le politiche sulle migrazioni devono partire dai giovani africani che usano Internet e il cellulare

todos os press releases
• PENA DE MORTE NO
31 Outubro 2014

Inaugurata a Bukavu la campagna "Città per la vita"

12 Outubro 2014
All Africa

Africa: How the Death Penalty Is Slowly Weakening Its Grip On Africa

20 Setembro 2014

Ciad: il nuovo codice penale prevede l'abolizione della pena di morte

20 Setembro 2014
AFP

In Ciad rischio criminalizzazione gay, ma abolizione pena morte

ir para nenhuma pena de morte
• DOCUMENTOS

Declaration of the African Union on the Republican Pact"

todos os documentos
• LIVROS

Eine Zukunft für meine Kinder





Echter Verlag
todos os livros

FOTOS

1387 visitas

1330 visitas

1322 visitas

1240 visitas

1533 visitas
todos os meios de comunicação relacionados